segunda-feira, 30 de abril de 2012

sexta-feira, 27 de abril de 2012

Fim-de-semana para miúdos e graúdos em Lisboa

Se eu aí estivesse não perdia estes dois eventos nem por nada!! Mas como não estou.... aproveitem maltinha ;)                                


Para miúdos: Lego Fan Event no campo Pequeno







Divirtam-se! 
BOM FIM-DE-SEMANA!!!




Olha Mae! O gelado vem com pizza

Vestir um "tutu"... uma fantástica história de amor!



Hoje no Diário de Notícias, deparei-me com esta história fantástica.

Um homem que, por amor, vestiu um "tutu" cor-de-rosa e se deixou fotografar em vários sítios pelo mundo. Porquê? para fazer sorrir a sua mulher que luta contra um cancro.

O Tutu Project é daquelas coisas que vale a pena conhecer. E as fotos são fantásticas e muito divertidas.

Também sorri nesta manhã cinzenta de sexta-feira!!

terça-feira, 24 de abril de 2012

Uma semana "sem grades": o balanço

No passado domingo regressámos a casa depois das férias da Páscoa. Um quarto novo com uma cama de "crescidos" esperava o rambinho.

A primeira noite correu lindamente. Nada como deitar tarde, acordar cedo, não fazer sesta e embarcar numa viagem de avião. Foi tiro e queda, nem piou. O que nos encheu de (falsas) expectativas... segue o resumo das noites seguintes:

Noite 2, segunda-feira: O rambinho foi para a cama por volta das nove. Às nove e picos oiço uma porta a bater. Fui dar com ele a rir-se na casa de banho. "Ainda não fiz chichi no 'panico' (já é na sanita mas não há quem o conveça disso). Voltei a po-lo na cama onde ficou a cantarolar mais uma hora.

Noite 3, Terça-feira: Desta vez fiquei com ele mais tempo. Contei-lhe duas histórias, cantei músicas, numa actividade que durou mais ou menos meia hora. Mas o sono não chegou. "Mãeee quero água! Mãee quero fazer chichi! Mãeee quero músicas no colinho", foram apelos que se ouviram, pelo menos, até as dez e meia.

Noite 4, quarta-feira: Sendo dia de natação era de esperar que viesse mais cansado do que é costume, mas não. Estava eu na sala, sem esperança de que estivesse a dormir mas a achar que pelo menos estava sossegado, quando de repente: "Mãeee ja fiz! Já fiz cocó no 'panico'!".

Medooooo!!! Depois de uns segundos paralizada recompus-me! não lhe podia ralhar por tal conquista. Sim porque ir sozinho fazer cocó na sanita é digno de prémio e não de castigo.

- "Boa vasco! Conseguiste sozinho. Mas chama a mamã para te ajudar para a próxima está bem?", dizia eu enquanto confirmava com os olhos o cenário que a minha imaginação tinha já previsto! (tirando a parte da sanita cheia de papel higiénico, que foi uma novidade!)

À minha oferta de ajuda, o pequeno responde: "Nao, não pexijo. O vasco faz xózinho".

Noite 5, quinta-feira:
1) A birra do costume com a súplica de "Xó mais xinco minutos" como banda sonora;
2) O grito do Ipiranga: "Nãaoo! Quero ir xozinho. Tu esperas!" e segue pelo seu próprio pé, muito independente, chamando apenas quando já está deitado (para a sessão de histórias e mimos habitual);
3) E a mesma ladaínha de pedidos dos dias anteriores... até perto das dez e meia.

Noite 6, sexta-feira: O mesmo que na noite 5!

Noite 7, sábado: A vitória do Real Madrid frente ao Barcelona atirou o recolher para a uma da manhã. Fesquinho como se fosse uma da tarde, o pequeno tagarelou até casa e nem o balanço do carro o fez calar a matraca ;). Apesar da hora avançada, para adormecer deu luta... assim não habitua mal os pais ;)

Noite 8, domingo: Não queria deitar-se nem por nada, para não variar. Contei historia, dei mimos mas, passado um bocado, ouvimos novamente uma porta a bater.

- "O que estás a fazer?", perguntei quando dei com ele a vir do nosso quarto.

- "A fechar as portas", respondeu, como se fosse a coisa mais normal do mundo. Mas o riso no canto da boca denunciou que havia para alí marosca... qualquer coisa cheirava mal (e cheirava mesmo)...

Mas porque raio não veem já os putos programados para esta tarefa???

Ps - Nunca mais me esqueço de uma história que a minha amiga V. me contou há uns anos sobre a sua M. e as pinturas rupestres que resolveu fazer em casa da avó com o "material que tinha à mão". Pois parece que a piquena deu largas à sua imaginação numa parede branca ...

Alguém quer partilhar mais pérolas destas? ;)

Um presente na noite do Dia do Livro

Hoje no Facebook, a página da Pensar é Crescer pergunta aos pais qual o livro preferido dos nossos pequenotes e pede para oi partilharmos. Sei que este não será o livro favorito dele mas, ontem, fez-me um pedido que me deixou babada... aqui está o comentário sobre o presente que o meu rambinho me deu na noite do Dia do Livro


SIM ESTOU VAIDOSA ;)

PS - Vale a pena ler o site. Ponham nos favoritos: Pensar é crescer 

PS2 - E o meu livrinho para quem quiser espreitar ;) O Natal do João do Céu

segunda-feira, 23 de abril de 2012

Alienação parental: como destruir vidas de pais e filhos

Enquanto os pais andam as turras, os filhos sofrem e crescem num mundo de emoções viciadas onde a verdade e a mentira se misturam, e o bem e o mal são conceitos turvos.

Pobres filhos, pobres pais! Pobres famílias ... Triste futuro!

http://www.publico.pt/Sociedade/que-e-feito-dos-filhos-que-sobram-da-guerra-entre-os-homens-e-as-mulheres-1543084

quinta-feira, 19 de abril de 2012

O Poder do elogio e da positividade (o vídeo é enorme mas vale muito a pena)

Muito obrigada Andorinha. Adorei!

Andorinha des-norteada: Validação - Poder do elogio e da positividade. Val...

Jovens batem nos pais por já não lhes darem tudo (in DN)



Jovens batem nos pais por já não lhes darem tudo - Portugal - DN

Isto é um horror! Quando era miúda nem sequer me passava pela cabeça ter uma palavra menos cordial com um professor, quanto mais levantar a mão a um pai ou a um avô. Mas agora os miúdos estão à solta! Não chumbam, não se castigam e, por isso, andam baralhados e o bem e o mal são conceitos desfocados, cuja consequência nem é o prémio nem a reprimenda, apenas a impunidade.

Esta notícia deixa-me profundamente triste e preocupada. A missão de educar é cada vez mais difícil, as exigências sociais e laborais feitas aos pais roubam-lhes cada vez mais tempo e o governo ainda quer pôr mais alunos em cada sala de aula, o que, claramente, diminui a capacidade da escola e do professor de fazer um acompanhamento mais personalisado e sinalizar casos de risco.

Os orçamentos apertados cortam nos departamentos de psicologia que, a meu ver, são hoje em dia tão importantes como fornecer uma boa refeição aos alunos. O professor e a escola têm de ser o  braço direito dos pais. Uma equipa que se vai alternando na educação dos filhos, na passagem de conhecimento claro, mas, também de valores tão ou mais importantes que as contas de somar ou dividir.

A educação é o futuro colectivo de um país, mas com estas políticas, parece-me que quem manda vê a escola como um depósito de miúdos, onde se aprende de tudo... mesmo de tudo!


Sopa de lesmas??? Really???



Ó senhores tenham mas é juízo! Já é suficientemente difícil pôr os putos a comer bróculos e lentilhas acham mesmo que isto da sopa de lesmas e do risotto de gafanhotos é uma ideia vencedora?

Sopa de lesmas é rica em proteínas - JN

Estou mesmo a ver o meu piqueno que já diz "mãe não gosto de cupumelos (cogumelos)" a implorar-me para não o fazer engolir estas coisas viscosas.

Entendo o argumento e a preocupação com o futuro e até reconheço utilidade neste estudo, mas, sinceramente, espero que esta gastronomia alternativa ainda demore muito a chegar ao meu prato (ou não chegue de todo)

Tanta coisinha boa com proteínas e querem pôr-nos a comer insectos??

Como diría o Simba ... "baahhh! ca nojo!!" ... e duvido que saiba a galinha!!!!

quarta-feira, 18 de abril de 2012

TPC para mãe e filho


A escola do Rambinho tem uma actividade muito fixe: El Libro Viajero. Este livro, inicialmente em branco, viaja de casa em casa e cada família escreve uma página de um conto que, no fim, terá seguramente uma história divertida e inesperada. 

No ano passado o contributo do piqueno foi nulo (foi simplesmente impossível) mas este ano já participou. Foi dele a original ideia de pôr um dinossauro no pico de uma montanha com neve para um encontro imediato com a protagonista da história: a cerdita Mari Pepi. 

As estrelas foram artisticamente colocadas por ele, os carimbos de flores também, bem como os flocos de neve prateados na montanha.

Uma birra (das habituais) quase ditou o fim da história (e do próprio livro) e interrompeu esta verdadeira "tempestade" criativa entre mãe e filho.

Acabei o resto. Adoro estes "tê pê cês! :) 

Para as mães, o melhor trabalho do mundo!

Um vídeo partilhado pela minha mana no FB que "roubei" para aqui:

O trabalho mais difícil do mundo é o melhor trabalho do mundo

"Xuxes": o choque cultural



Quando era miúda lembro-me que as gomas, rebuçados, chupas e demais guloseimas eram uma iguaria rara, só ao meu alcance em festas de anos e, mesmo assim, sem grandes excessos, pois o pão com queijo e fiambre e os bolinhos caseiros eram sempre presenças mais abundantes.

Sou gulosa! completamente viciada em chocolate (de todas as cores, formas e feitios) e estou plenamente convencida que o meu estômago está dividido em dois: uma parte para doces, outra para a comida em geral. E digo isto porque a parte reservada ao açúcar está sempre pronta a receber alimento, mesmo depois de um repasto à antiga. Recusar uma sobremesa??? Jamais!!

No entanto, devo admitir que esta imensa oferta de "Xuxes" (guloseimas e aperitivos) que há por aqui à mão de semear dos mais pequenos embrulha-me "os estômagos". Só esta semana, em dois dias seguidos, o Rambinho veio da escola com estes petiscos que vêem na foto.

Até uma espetada de "marshmallows" entrou cá em casa!

É certo que é muito simpático os amiguinhos da escola, quando fazem anos, levarem estes "regalitos" para "sus compañeros" e o pequeno vem muito contente (mais pelo embrulho que pelo conteúdo em si que nem é grande apreciador). Mas isto não parece tudo um bocado de plástico? 

Quando o Rambinho fez anos, levei para distribuir pela turma uns biscoitos caseiros, receita da minha avó, que trouxe de Lisboa... deve ter sido o docinho com menos cor (corantes e conservantes) que entrou naquelas boquinhas! 

Enfim! manias de mãe "tuga";)

A "bábara" do Pai "Latale"

Ora, depois de perceber que a espuma do banho não era comida (sim, punha na boca, mastigava e dizia: 'tá  delixioja'), o Rambinho descobriu uma nova forma de se divertir com o gel de banho transformado em bolinhas brancas.

"Mãe, olha!! fiz a bábara do Pai Latale (Natal)" 


Gosto de gente bem disposta :)

Ainda há gente que se diverte sem precisar de muita coisa. Esta grupeta decidiu passar a passadeira em "comboio". Adorei! Haja alegria maltinha!

terça-feira, 17 de abril de 2012

Querido! mudei o quarto do miúdo

Quarto de dormir 4 - E de manhã...Quarto brincar 1 - Ready! Go!Quarto brincar 2 - O caosQuarto brincar 3 - A luz ao fundo do túnelQuarto brincar 4 - Et Voilá!Quarto brincar 5 - A surpresa
Quarto de dormir 1 - Uma mudança nunca vem sóQuarto de dormir 2 - A cama novaQuarto de dormir 3 - Adeus baby stickersQuarto de dormir 5 - Tudo pronto!

Querido! mudei o quarto do miúdo, un álbum en Flickr.
Pois aqui está a razão e o resultado da nossa visita ao Ikea.

As surpresas arrancaram primeiro algumas desconfianças, mas depois muitos sorrisos e pulos do rambinho que está encantado com o novo "quarto das brincadeiras" e a "cama de crescidos"

Logo vos vou contando como estão a correr as "noites sem grades" ;)

PS - Cliquem lo link para verem a apresentação das fotos por ordem. Cada foto tem umas linhas que contam como foi acontecendo esta aventura. Enjoy!!

Sim senhora ministra, é para já!

Sendo que cá em casa é tudo gente bem informada e, sobretudo, muito bem mandada, já arregaçámos as mangas e começámos a pensar no futuro...

Depois do apelo nacional feito pela senhora ministra da agricultura - Para o campo, em frente e em força! - o rambinho começou imediatamente a estudar a melhor forma de plantar couves e batatas e, porque não, montar a sua própria comunidade de produção biológica num qualquer terreno desocupado desse imenso país que é Portugal.

Agora que o Bob o Construtor está definitivamente no desemprego, apresento-vos um novo herói:

Rambo o Agricultor!

A regra dos dois "Bês"



Na parte das festas do Carrefour desencantei um "mix" de dinossauros que supostamente serviriam para pôr naquelas bolsinhas que agora os aniversariantes têm de dar aos seus convidados (no meu tempo os presentes eram só para quem fazia anos, parecia-me mais lógico, mas enfim!)

Ora sendo este conjunto de 10 ou 12 bicharocos representantes coloridos do animal preferido cá de casa - o dinossauro - achei que, por um euro, ia fazer um brilharete... e acertei na mosca!!

Não passam de mini coisas de plástico, mas para o rambinho são "fofinhos" e "pequeninos" e são "os filhos" dos grandalhões que também por lá andam a rugir.

Costuma-se dizer que o que se quer é que seja Bom, Bonito e Barato... ora, na verdade Bom não sei se será (e prefiro nem ler o "made in..."), mas que é Bonito e Barato, disso não há dúvida.

E assim economizo também na regra. Dos três passo para os dois "bês", o que, em tempos de crise é uma atitude muito responsável ;)

Ant’s Basket: Fazer piqueniques por encomenda. Ideia fantástica!!

Mais uma ideia fantástica divulgada pelo P3 (jornal Público). Maltinha do Porto leiam isto que vale mesmo muito muito a pena ;)

Ant’s Basket: Para todo o lado, de cesto na mão | P3


PS - Tenho mesmo que pôr na reforma a minha "marmita"... tadita! está toda afanada. Os meus "piqueniques" diários não são mesmo nada fashion... mas têm sempre chocolate! afinal o que interessa é o interior e não a aparência ;) heheheheh

quarta-feira, 11 de abril de 2012

E pronto! Assunto resolvido

E pronto! Para despachar "alombei" com tudo para o carrinho. O big daddy chegou - "onde estás?"

"na caixa 27" ;)

No Ikea.... Tic tac! Tic tac! Tic tac!

Estou no Ikea. Combinei com o Big Daddy aqui às sete para finalmente comprarmos a cama de crescido do rambinho.

S4ao sete e vinte. Liga-me: "estou a sair".

Mas este homem não sabe que deixar uma miúda à espera nas compras só dá prejuízo? Como sou "boazinha" avisei-o: " cada minuto de atraso são mais cinco euros" (ou menos...dependendo da perspectiva)

Tic tac! Tic tac! Tic tac! ;)